Tipos de tratamentos para piscina: cuide bem da sua piscina

    Tipos de tratamentos para piscina: cuide bem da sua piscina
    1 ano atrás

    Conhecer os tipos de tratamentos para piscina é fundamental para que você possa cuidar bem da sua e manter sempre a água limpa e adequada para o uso. 

    Além de ser essencial, essa não é uma questão visual, pois uma piscina contaminada causa sérios problemas à saúde de seus banhistas. 

    Nesse sentido, podemos perceber a importância de evitar os problemas antes mesmo que eles cheguem. 

    Para isso, podemos encontrar algumas soluções de prevenção com tratamentos que irão prevenir diversas contaminações e situações prejudiciais. 

    Além de evitar o aparecimento de micro-organismos e as famosas algas de contaminação. 

    E você sabe quais são esses tratamentos? Se não, fique a vontade e acompanhe a seguir a leitura deste breve artigo e saiba como cuidar da sua piscina. 

    Conheça a seguir a lista dos principais tratamentos!

    Como você pode realizar o tratamento para a piscina?

    Qualquer pessoa que cuidou ou cuida de uma piscina, sabe como essa é uma atividade cansativa e árdua. 

    Não basta somente deixar a água cristalina, ou fritar toda a sujeira e remover qualquer lixo da superfície. 

    Por trás de qual seja os tipos de tratamento para piscinas, existem uma série de processos para que a limpeza seja eficaz e duradoura

    Se você não entende como funciona, primeiramente é importante saber que existem vários produtos, e cada um deles tem a sua função específica. 

    tipos de tratamento para piscina borda infinita
    Tipos de tratamentos para piscina: cuide bem da sua piscina 3

    Enquanto um é usado para restaurar o equilíbrio da água, outros são usados para matar e eliminar as bactérias. Além disso, o tratamento deve ser específico para cada piscina. 

    Isso acontece porque cada água tem o seu ph, alcalinidade e dureza cálcica. 

    Esses são os parâmetros dados para ser iniciado os procedimentos de tratamento. 

    E mais uma vez é importante ressaltar que somente uma etapa de limpeza não é necessária para higienizar toda a água da piscina.

    Portanto, a seguir conheça os principais 5 tipos de tratamento para piscinas:

    tipos de tratamento para piscina Limpeza de piscinas
    Tipos de tratamentos para piscina: cuide bem da sua piscina 4

    1. Ozônio

    O ozônio é um tipo de gás classificado como natural que consegue matar bactérias, além de ser algicida, virucida e fungicida. 

    Para alcançar sua eficácia, esse tipo de gás é usado juntamente ao cloro. 

    Não existem restrições para os tipos de piscinas que possam fazer esse tratamento.

    Isso acontece por ele ser compatível com piscinas de qualquer material (vinil, azulejo e fibra) e qualquer água. 

    Esse gás não modifica o pH ou alcalinidade da água, permitindo a associação a outros produtos. E para realizar esse tratamento, é necessário um equipamento específico chamado de ozonizador.

    Por fim, sobre o tratamento com ozônio, é preciso ter cautela para realizar o manuseio do gás, pois ele é altamente tóxico ao organismo. 

    Sendo assim, conte com a ajuda de profissionais que possuem experiência com limpeza de piscinas e o equipamento adequado. 

    2. Cloro

    Dentre os tipos de tratamento para piscinas, com cloro é o mais comum aqui no nosso país.

    Graças às suas diversas funções, na aplicação desinfeta, limpa a água, elimina germes e bactérias e diversos outros tipos de micro-organismos  nocivos à nossa saúde. 

    Além disso, a disponibilidade no mercado é ampla podendo ser encontrado em três formas:

    • Cloro em pó;
    • Cloro granulado;
    • Cloro em tablete ou pastilhas;

    Além de ter um custo baixo em relação às outras opções de tratamento, o cloro é compatível com a maioria dos equipamentos de limpar piscinas. 

    Mas vale ressaltar que ele traz alguns riscos como ressecamento da pele se aplicado em medida errada e pouca duração de efeito de limpeza.

    Portanto, esse produto está presente em todos os tratamentos tendo a sua aplicação necessária como parte do processo de limpeza da água. 

    3. Sal

    Quando pensamos nos tipos de tratamentos para piscinas, o sal com certeza não vem à nossa cabeça. 

    Mas é ele mesmo, o sal de cozinha, famoso NaCl, que quando colocado na água aumenta o pH. 

    Outro fator é que o cloro só é gerado quando o filtro está ligado.

    O que faz com que ele não seja tão usado , é que só age com energia, assim o custo para manter a limpeza é ainda maior. Além disso, é corrosivo e pode danificar os equipamentos de limpeza.

    4. Íon de cobre e prata

    Uma tecnologia desenvolvida pela NASA é usada para realizar esse tipo de tratamento. 

    A ionização é feita com um equipamento específico que manda a quantidade de íons e de cobre e prata para eliminar as bactérias, algas e microrganismos. 

    Uma grande desvantagem é que quando relacionado a outros tipos de tratamento, esse é bem mais lento. 

    No entanto, ela com certeza é muito mais seguro que os métodos tradicionais. Indicado como ecologicamente correto, ele não deixa odores na água.

    5. Ultravioleta

    Sim, o tratamento ultravioleta é um dos tratamentos para piscinas e funciona com raios violetas emitidos por um aparelho de descontaminação inserido nos tubos. 

    Através da sua emissão ultravioleta, ele consegue atingir as a membrana celular dos microorganismos e matá-los.

    Um dos contras dessa metodologia é que ela não tem eficácia total, assim deve ser usada em conjunto com outros produtos químicos como uma aceleração do processo ou apoio. 

    No entanto, diferente de algumas opções, esse não é um método corrosivo, não deixa cheiro e nem faz espuma. 

    Além disso, não causa nenhuma reação ou malefício à pele dos banhistas, e é bem menos agressivo ao meio ambiente.

    Conclusão

    Esses são os 5 principais tipos de tratamentos para piscinas mais conhecidos e usados aqui no Brasil. 

    No entanto, ao decorrer da sua jornada com piscina você pode encontrar diversos outros como o de choque, contra metais pesados e clarificador. 

    Mas esses são assuntos mais específicos para um próximo post. 

    E se você deseja fazer algum desses, é importante contatar um profissional para ficar livre de riscos de contaminações e diversos outros problemas maiores como dosagens erradas. 

    Portanto, para manter a sua água da piscina sempre apta a banhos e não precisar passar o fim de semana na cama e no calor, esses são os principais. Fique atento ao contratar um profissional!